1. CLIMA

O clima no Brasil varia muito dependendo da época do ano e da região. A maior parte do país possui clima quente e úmido durante o verão (dezembro a março). No inverno, as regiões sul e sudeste apresentam clima ameno com poucos dias de temperaturas abaixo dos 5 oC. Em algumas partes montanhosas do sul do Brasil, pode nevar entre junho e agosto.

 

2. HORÁRIO

O horário oficial do Brasil é o horário de Brasília (UTC -3), adotado nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste, e nos estados de Tocantins, Goiás, Pará e Amapá. As regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste adotam o horário de verão (UTC -2) entre o primeiro domingo de novembro e o terceiro domingo de fevereiro de cada ano.

 

3. MOEDA E SERVIÇOS BANCÁRIOS

A moeda oficial do Brasil é o Real (BRL). Estabelecimentos comerciais no país não aceitam outras moedas como forma de pagamento. Turistas devem realizar o câmbio antes ou durante sua estadia.

As moedas mais correntes, como o euro ou o dólar, podem ser convertidas de/para BRL facilmente.

Casas de câmbio podem ser encontradas em aeroportos internacionais, alguns hotéis e pelas cidades. Na hora de efetuar o câmbio, é necessário apresentar o passaporte ou outros documentos de identificação solicitado pelo estabelecimento. Caixas eletrônicos podem ser facilmente encontrados pelas cidades brasileiras, mas com opção de saque apenas em Reais.

 

4. TELEFONES ÚTEIS

Polícia: 190

Corpo de bombeiros: 193

Serviço Médico de Urgência (SAMU): 192

 

5. VOLTAGEM E TOMADAS

O Brasil usa dois tipos diferentes de voltagens, 127 e 220 volts. A cidade de Brasília usa apenas 220 volts, enquanto Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo usam 127 volts. Para conferir a voltagem utilizada em outras localidades do país, por favor, acesse o link abaixo: http://www.abradee.com.br/setor-de-distribuicao/niveis-de-tensao/

O Brasil usa o tipo N (3 pinos) de tomadas elétricas.

É fortemente recomendado que se traga adaptadores e conversores.

 

6. NECESSIDADE DE VISTO

Para conferir a necessidade de visto, por favor, acesse o link abaixo http://www.portalconsular.itamaraty.gov.br/vistos-para-viajar-ao-brasil.

Segue, abaixo, listagem meramente indicativa:

Rússia: não é exigido visto para passaporte diplomático e oficial por um período de até 90 dias. Dispensa de Visto de Visita para portadores de passaporte comum, por até 90 dias.

Índia: não é exigido visto para passaporte diplomático e oficial por um período de até 90 dias. Exigido visto para portadores de passaporte comum.

China: não é exigido visto para passaportes diplomáticos, oficiais ou de serviço por um período de até 30 dias. Exigido visto para portadores de passaporte comum e de passaporte de assuntos públicos.

África do Sul: não é exigido visto para passaporte diplomático e oficial por um período de até 90 dias. Dispensa de Visto de Visita para portadores de passaporte comum, por até 90 dias.

Embora não seja obrigatório para todas as nacionalidades, é altamente recomendável que todos os cidadãos estrangeiros antes de viajar ao Brasil certifiquem que seu passaporte é válido por pelo menos seis meses. Também é necessário comprovante de residência (reserva de hotel, por exemplo), comprovante de manutenção (dinheiro, cartão de crédito, etc.) e passagem de volta.

  

7. LÍNGUA OFICIAL E O USO DE OUTRAS LÍNGUAS

A língua oficial do Brasil é o português.As línguas estrangeiras mais comuns são o inglês e espanhol, especialmente em áreas turísticas.

 

8. TELEVISÃO, NOTÍCIAS E OUTRAS FONTES DE INFORMAÇÃO E ENTRETENIMENTO

Os canais abertos no Brasil só transmitem conteúdo em português. A maioria dos hotéis tem TV a cabo com canais estrangeiros.Alguns cinemas podem exibir filmes no idioma original, com legendas em português.

 

9. VACINAS E INFORMAÇÕES DE SAÚDE

VACINAS

Recomenda-se, no caso de estrangeiros, que a embaixada de seu país em Brasília seja consultada sobre recomendações de vacinas antes de viagens ao Brasil.Oficialmente, não são exigidos comprovantes de vacinação para entrada do país, é recomendável, no entanto, vacinação contra febre amarela pelo menos 10 dias antes da viagem.Para mais informações sobre epidemias, por favor, consulte o site do Ministério da Saúde do Brasil no link abaixo: http://portalms.saude.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=9643